GARENA REALIZA ONDA DE DEMISSÕES NO MUNDO TODO, CONFIRA

0
47

Na segunda-feira (05) a garena realizou um chuva de demissões em todos os seus escritórios espalhados pelo mundo, nesta postagem estaremos detalhando mais sobre o assunto.

A ação que levou essa demissão em massa de funcionários corresponde possivelmente a perca bilionária que a empresa sofreu no último trimestre fiscal. Segundo portais da Internet, a perca foi de cerca de US$ 1 Bilhão (cerca de R$ 5 Bilhões).

As informações citadas acima foram divulgadas pela Reuters na semana passada. Segundo as informações do site, um dos aplicativos mais afetados foi a BOOYAH!, a plataforma de Lives da Garena. O serviço não deverá ser mais atualizado.

Um porta-voz da Sea, companhia que também é mãe  da Shopee, pontuou para a Reuters que a empresa “fez algumas mudanças para melhorar a eficiência em nossas operações que afetam várias funções” e que a companhia está focada na “força de longo prazo de nosso ecossistema“.

DEMISSÕES NO BRASIL

As ações drásticas tomadas pela Sea refletiram intensamente no escritório da Garena Brasil. O portal Voxel | TechMundo conversou com uma pessoa que foi desligada da empresa, confira abaixo;

O funcionário que foi desligado não preferiu se identificar, porém, disse a equipe da Voxel que,  essa não é a primeira vez que a subsidiária da Garena no país efetua este tipo de atitude de demissões em massa.

Falando sobre essa rodada mais recente de desligamentos, ela disse que a notícia da demissão foi dada na manhã desta segunda-feira (05) e que “pegou todo mundo surpresa”. “Pelo menos internamente, as coisas pareciam bem”, aponta.

Segundo a pessoa entrevistada, o clima interno na empresa está “tenso”, tendo em vista que, os funcionários não sabem se poderá acontecer outra leva de demissões.

Segundo o trecho da reportagem, a ex-funcionária disse: “A notícia [da demissão] foi um atropelo, sabe? Eu só pensei em como vou pagar as contas e manter as coisas em dia daqui para frente. Porque era o salário, plano de saúde e benefícios que ajudavam muito o dia a dia e as coisas não tão baratas. Foi um choque muito grande, fico triste por mim e por outras pessoas que saíram que também dependiam muito de estar lá”.